Pequenas luzes, simplicidade

Este blogue é destinado a pessoas que gostam de pensar sem as limitações impostas pelos modismos e pelas instituições sejam quais forem; que conseguem rir de si mesmas e de tudo, sem sentir culpa; que conseguem olhar além do próprio umbigo.
============================
Este não é um blogue acadêmico, nem jornalístico, não é um blogue temático e não é politicamente correto (modismo idiota americano)! Este blogue pretende ser um espaço de idéias sem a formalidade acadêmica, livre, de conteúdo variado, sem nenhum compromisso temático, ideológico, partidário, étnico, religioso, essas bobagens todas. Ou seja, é politicamente pentelho! e cheio de contradições! como eu! Quem espera respostas prontas e uma enxurrada de racionalidade, que vá ler Kant!
===========================

14 de mai de 2011

O passarinho.

Recebi essa estorinha em um e-mail, há muitos anos. Na verdade era apresentada em quadrinhos, bem desenhados; perdi o original mas lembro bem do texto. Repasso agora o texto.

Passaro-na-Neve_127127ppEm pleno inverno, de manhã, em meio à forte geada, um passarinho tremendo de frio se aproxima de umas vacas que estão ruminando, tentando se aquecer. Mas não deu certo, porque as vacas são altas e ele muito pequenino.

Entretanto, uma vaca viu o passarinho, se aproximou e deu uma tremenda cagada em cima dele. O que parecia ser uma agressão, acabou se revelando uma coisa boa: o calor da merda aqueceu o passarinho e ele ficou muito confortável e tão alegre que começou a piar, agradecendo.

Acontece que por ali perto estava um gato faminto; ouvindo o piar do passarinho, se aproximou, tirou o passarinho da merda, limpou e o comeu.

Essa estória nos ensina quatro lições importantes:

1. Nem todo mundo que te põe na merda te quer mal;

2. Estar na merda, às vezes, é bom;

3. Nem todo mundo que te tira da merda te quer bem;

4. (importantíssima) – quem tá na merda, não pia!

PS- no site onde pesquei a foto acima, está publicada uma versão lusitana. (clique)

===/===

Um comentário:

Obrigado pelo seu comentário.
Ele será submetido à avaliação, e se aprovado, será postado.
Este não é um blog de debates ou discussões, mas de reflexão.